logo

Atividades para professores

A Importância dos Brinquedos Cantados na Educação Infantil

Andreza Melo Menezes

Brinquedos cantados ou brincadeiras cantadas são formas mais elementares de dança, nas quais existem ritmo e movimento.

A educação através da música, além de trabalhar para o desenvolvimento cognitivo, afetivo e motor das crianças, contribui também para a formação da personalidade do ser humano.

É uma atividade completa de grande valor educativo, na qual a criança se envolve integralmente.

A dança e a música no ensino fundamental formam uma dupla indispensável para o desenvolvimento da criança, representam a natural expressão de uma infância feliz e contribuem para o desenvolvimento rítmico, corporal, lateralidade, respiração, percepção visual e auditiva

Além disso, a dupla ajuda a desenvolver a organização temporal e espacial.

As brincadeiras cantadas são apresentadas de acordo com o desenvolvimento e a maturidade da criança.

Brincando de roda, por exemplo, exercita o raciocínio e a memória, estimulando o gosto pelo canto e desenvolvendo naturalmente os músculos.

As atividades devem ser realizadas de forma lúdica, respeitando o nível de compreensão das crianças.

Os brinquedos cantados mais conhecidos quando crianças são: Roda Cutia, Atirei o Pau no Gato, Ciranda-Cirandinha, Marcha Soldado, O Sapo Não Lava o Pé, Borboletinha, Escravos de Jô, Passa-Anel, Boi da Cara preta etc.

Nas datas comemorativas, temos: Noite Feliz, Coelhinho da Páscoa, Mãezinha do Céu, enfim, são inúmeras cantigas ou canções que escutamos ao longo da nossa infância.

As músicas, por vezes, sofrem modificações ou cortes dependendo de cada região.

Na nossa cidade, a maioria das escolas utiliza brincadeiras cantadas, até mesmos aquelas que têm como alunos crianças com problemas auditivos ou até mesmo físico.

O importante mesmo é a participação de cada um na brincadeira.

A brincadeira cantada é o primeiro passo que a criança dá para a socialização, o resto fica por conta da espontaneidade e do relativo controle infantil, que varia de acordo com grau de sociabilidade ou capacidade de disciplina emocional.

Não se espera que todas as crianças reajam igualmente a um determinado estímulo, não há preocupação da demora, em certos casos, para adquirir um bom controle motor.

Por outro lado, algumas crianças são mais ativas que outras, então participam mais, é um método de ensino tanto para entreter as crianças quanto para avaliar a sensibilidade e educá-las musicalmente.

A criança pode se expressar por meio de brincadeiras, cantos, danças, procurar a forma e o ritmo para melhor transmitir o que pretende comunicar, adquir uma nova linguagem (além da verbal, corporal e plástica) que lhe permita transmitir o que sente.

Fonte: Andreza Melo Menezes: Blog "Meus Trabalhos Pedagógicos" (http://meustrabalhospedagogicos.blogspot.com.br/search/label/A%20Arte%20e%20o%20Desenvolvimento%20Infantil).

Planeta Educação - Todos os direitos reservados